Pages

6 de janeiro de 2013

Prelúdio

Então, delícias, um grande abraço bem melado do Bacon! Vou falar de um filme que eu assisti hoje, e também sobre um CD extraordinário. Para começar, eu iria tentar gravar um vídeo, como o Ron disse; porém, quando ligo a câmera fico bastante sem graça, e até concertar isso, não pretendo criticar um filme em um vídeo. Bom, espero que o Ron considere! E se couber, eu falo da minha vida. Bora lá:

Filme: Atonement (Desejo e Reparação)
Gênero: Drama
Diretor: Joe Wright
Com: Keira Knightley, James McAvoy, Saoirse Ronan
Sinopse: Na cidade de Londres, em uma casa de verão que não podia abrigar apenas pessoas, mas também segredos, a jovem Briony Talles(Ramola Garai), uma jovem criativa e solitária que fazia romances e contos, passou o fim de semana lá com a família e amigos. E misturando realidade com imaginação, ela acusa Robbie Turner(JamesMcAvoy), o filho do caseiro, e amor secreto de sua irmã Cecília(Keira Knightley) de estuprar uma residente temporária, uma acusação que repercutiu em todas as vidas da casa, com conflitos internos e externos, além de separar sua irmã do seu amor secreto, Robbie.


O filme me surpreendeu desde o início; o cenário é bastante interessante, uma mansão de verão com um aspecto antigo, porém, bastante elegante. E nesse cenário acompanhamos um tipo de filme que te faz pensar do início ao fim; no meu ponto de vista, o filme não tem protagonista, porém, a protagonista é a história, e os personagens são apenas pontos de vista. O filme foi baseado no livro de Ian McEwan, "Expiação".

O filme dá início com a jovem britânica Briony Talles tentando montar uma peça de teatro com um romance escrito por ela mesma, mas insatisfeita com o pouco interesse das pessoas pela sua peça, ela observa o lado de fora da casa: então ela se depara com sua irmã, Cecília, usando roupa de banho para entrar em uma fonte da mansão, aparentemente obrigada por Robbie - o filho do caseiro -. Porém tudo aquilo foi apenas um mal entendido, mas isso já levara a pequena Briony a suspeitar de Robbie, o que gera o início a todo o drama da história.


O filme, dirigido por Joe Wright, podemos dizer que é completo, não apenas por conseguir ter um bom início, meio, e fim, porém, é completo em todos os aspectos, um roteiro cheio de reviravoltas, uma trilha sonora fantástica, que nem preciso comentar muito (uma vez que levou o Oscar e o Globo de Ouro de melhor trilha sonora), um cenário incrível, um figurino impecável,  cigarros tristes, preenchidos por sorrisos falsos e amarelos, tentando dissimular as fagulhas de esperança da Segunda Guerra Mundial, além de uma incrível interpretação. Ele também não só trabalha com sua mensagem interpessoal, mas também mexe com a nossa perspectiva cinematográfica.

Após o mal entendido, Briony, começa a investigar os encontros de sua irmã e o jovem Robbie - que também já foi uma antiga paixonite da adolescente -, porém, mais por um acaso, ela tem acesso a uma carta que o jovem enviou para Cecília, que por engano, era a carta errada, carta qual ele descrevia suas fantasias sexuais com a irmã de Briony. A menina já impactada, conta o que descobriu para uma residente temporária, Lola Quincey(que contou para Briony sobre o mal-comportamento dos pequenos Quincey, os irmãos de Lola). Após Briony compartihar o ocorrido, e ouvir sobre os irmãos de Lola, sua nova amiga, ela pega sua irmã, Cecília e o filho do caseiro em um sério caso de amor, e prazer num canto escuro e escondido d'uma biblioteca abarrotada de livros, gerando o desconforto de todos os personagens.


A menina já cheia de todo o mal entendido, descobre que os irmãos de Lola Quincey haviam sumido. O ocorrido fez com que todos na casa saíssem em uma busca no meio da madrugada pelos pequenos irmãos Quincey, e na busca por eles, ela vê Lola sendo abusada. Sem certeza de quem o havia feito, ela acusa Robbie de te-la estuprado, o que gerou a prisão do jovem, e uma vaga no auge da Segunda Guerra Mundial. Depois que o tempo passou, e as feridas começaram a serem expostas para criar cicatrizes, Briony começou a sentir remorsos, e conciliar a sua imaginação com a história, e compreender a verdade. Após ter se arrependido pela sua atitude imatura, ela -já mais velha e madura-, escreve seu último romance, que descreve a história de amor de sua irmã e o seu jovem amante, contando toda a verdade, sem mudar nomes nem nada. E após contar toda a verdade, diz que é uma chance à felicidade de sua irmã e de Robbie. 

Curiosidades: O livro fazia alusões ao cristianismo, o autor disse que: baseia a história na queda de Adão(ou Doutrina da Queda), que era necessária apenas uma expiação para que uma tragédia repercutisse em várias vidas.

O CD que vou comentar, é provavelmente o mais ungido do ano. Nestes 6 dias do ano, o melhor CD que já ouvi foi o da Inês Brasil, com um remix tão podre que nem colocou tonalidade na voz, parecia a Nicki Minaj quando ta discutindo com os amantes. É um CD bastante podre, que tem até suas versões gospel graças a Deus, contendo suas melhores versões nos remix da Britney Spears. Enfim, espero que se alguém baixar, seja para rir.

Pois é, acho que cabe falar da minha vida; bom, eu estou fugindo um pouco da academia, e imagino que eu não vá no mês de Janeiro(nem pague, claro). E nesse ano de dor mil e treze, eu estou bem satisfeito comigo mesmo, seguindo as dicas, cumprindo as metas, além de me sentir bastante amado! Fora isso, esses dias acordei com uma mensagem formidável do Pedro, que após ter se afastado de mim por uma discussão, decidiu voltar a falar comigo, o que eu achei ótimo. E também eu ganhei uma carta linda, da MaVi, que estava em um papel completamente colorido e florido(minha cara), e uma caneta bastante clara, o que dificultou a leitura. Foi ótimo receber isso já no primeiro mês do ano, e me sentir bem comigo mesmo, por isso, através do blog quero agradecer à ela, e ao Pedro. E também, vou receber mensalmente pela dona do salão que trabalhei, 100 reais, para estar atualizando o site que fiz para o salão dela. Enfim, é isso aí, gentyz, baygiumda!

Reações:

20 comentários:

  1. "um papel completamente colorido e florido(minha cara)"...

    O filme tem a dupla de elenco ótima! :)

    E o cd. Tem Scream & Shout?

    ResponderExcluir
  2. hahahaha Sem querer te desanimar mais o ano mal começou > E nesse ano de dor mil e treze, eu estou bem satisfeito comigo mesmo, seguindo as dicas, cumprindo as metas, além de me sentir bastante amado!

    ResponderExcluir
  3. @Ron: Mynha face. Tem sim!

    @Shalom Beaugrand: HUAUHHUA Não me desanima, normalmente os anos já começam comprometendo minha dignidade e amor próprio.

    ResponderExcluir
  4. Ainda não assisti esse filme... Mas parece ser muito bom, além do mais, gosto de filmes com a Keira Knightley... O CD também não conhecia, vou procurar alguma música para conhecer esse trabalho... Sobre sua pergunta no meu blog ehehe, já tenho alguma coisa publicada, mas faz tempo que venho publicando somente na internet... Tenho algumas coisas encaminhadas já e vou tentar tirar da gaveta pelo menos um livro esse ano... Tomara que de certo eheheh... Um ótimo ano para você!

    ResponderExcluir
  5. Depois fala de mim q escrevo sobre as fases do sepphia com muita seriedade (num bom sentido)... Vc qnd fala de filmes e como outra pessoa (rayssan) séria q vc na verdade nunca foi, falasse /chato. Ouquei nau eu quero ver esse filme *--*!!! E so pra constar, Ines Brasil flopou menos q a Xtina (NA SUA FACE VINEZ) E se ela flopou, porq neah

    ResponderExcluir
  6. @Aline: Vale a pena assistir! Quando publicar, quero comprar um xD

    @Vaskz: Sou transformista, seu guarda. - Aé? Transformimque? Transforminlobsomen? Não seu guarda, eu faço Ana Carolina!

    ResponderExcluir
  7. A trilha sonora é ótima e é muito interessante a mudança que o filme toma. O que no começo parece ser uma historieta de amor água com açúcar ganha proporções catastróficas com um desfecho incrível.

    ResponderExcluir
  8. Tou baixando o filme, ótima tua crítica!

    ResponderExcluir
  9. @Lauro Salem Pessato: Surpreende igual travesty!

    @Denieel: Baixa sim! :P

    ResponderExcluir
  10. gente, quanta propaganda, que blog comercial

    ResponderExcluir
  11. Amei sua crítica, bem melhor que a outra. Quero ver próximas! xD

    ResponderExcluir
  12. Comparando a Inês com a Nicki dewa?
    PROSTESTO!
    Confesse, meu sms foi tocante ao tocante, néan?
    Me interessei pelo filme, baisharey com vigor e uTorrent.

    ResponderExcluir
  13. @Matheus Bate cabelo também: Em breve posto outras!

    @Pedrohnrq-u-é.: Comparando a Niki Vadewa com a Inês*

    ResponderExcluir
  14. Que fodedês! Eu já assisti o filme, e ele tem muito mais, por incrível que pareça, a essência dele é muito transparecida. Não é um filme que te cativa, mas que te intriga, desde o início. Parece que vai ser ou um final clichê, ou um nada a ver, que vai estragar o filme, mas ele nos surpreende de diversas maneiras! Amei sua postagem, foi ótimo ler sobre o filme... E você melhorou muito na escrita, parabéns!

    ResponderExcluir
  15. Ahaza no para casa! Eu adorei esse filme, é um dos meus favoritos, atóraym vc falar dele, vini! Ameiameiamei ♥

    ResponderExcluir
  16. @Gustavost: Obrigado! O filme é ótimo sim, e realmente tem muito mais por trás, não consegui explicar com palavras tudo o que o filme passa :P Mas me esforcei e fiz o meu máximo!

    @Lara Cróféet: Você é linda! Brigado, amor ♥♥♥ Você não adora porque é bom, é bom porque você adora, linda!

    ResponderExcluir
  17. Que saudade de você, neto! Muito bom ler textos seus, parabéns pela escrita! Um beijão!

    ResponderExcluir
  18. @Grace Noivas: *0* Obrigado vó! Saudades de você também xD

    ResponderExcluir
  19. Não pretendo ver esse filme e muito menos ouvir o CD. Mas o post foi divertido... Hehe! Abração! o/

    ResponderExcluir
  20. @Kal J. Moon: Quanto a você não ouvir o CD fico feliz :P AUHAEUHAS

    ResponderExcluir

O Bacon do Stewie recebe com prazer seu comentário, qualquer conteúdo spam, ofensas quais são usadas para caluniar alguém ou alguma religião, crítica sem argumentos, e palavras ociosas, serão deletados.

◘ Qualquer tipo de comentário indevido, ofendendo ao autor da postagem, ou alguém de forma muito indevida, o autor do comentário será banido perpetuamente do blog.